ENTERTAINMENT

Luísa Sonza investe no pop trap “despretensioso” em “Cachorrinhas”

Luísa Sonza investe no pop trap “despretensioso” em “Cachorrinhas” #Luísa #Sonza #investe #pop #trap #despretensioso #Cachorrinhas Welcome to Viasildes, here is the new story we have for you today:

You Can Click Here To View Restricted Videos/Images in this Article

Luísa Sonza completa um arco artístico nesta segunda-feira. No dia em faz 24 anos, a cantora lança “Cachorrinhas“, um single que ela define como “despretensioso” e um reflexo do que tem vivido nos últimos meses – uma fase mais leve e alegre do que a vivida há um ano atrás, quando colocou o álbum “Doce 22” no mundo. “As pessoas no brasil [estão] me entendendo e me amando mais”, disse a aniversariante em coletiva de imprensa nesta segunda-feira.

CachorrinhasFoto: Pam Martins/divulgação
LEIA MAIS:

Segundo a artista, a nova canção é para “as gays“. De fato, “Cachorrinhas” carrega uma vibe “patricinha”, embalada em um pop-trap com um refrão divertido. E, sim, é uma música sobre as cachorras da intérprete – Gisele Pinschers, Britney Spinschers Sonza, Duda Beainscher Sonza, além da gata Rita Lee.

Luísa Sonza. Foto: Divulgação

Sucedendo o sucesso de “SentaDona (Remix)“, Luísa se aprofunda ainda mais na influência do trap. Ela confirma que o lançamento anterior, que chegou ao topo do Spotify Brasil, a deixou confortável para ousar em “Cachorrinhas“. “Foi uma coisa que aconteceu muito naturalmente. Inclusive, uma das compositoras dessas duas músicas é a Elana e foi muita influencia dela. Ela adora fazer essas rimas rápidas. Ela é uma cantora incrível, uma compositora incrível e de quem eu sou muito fã“, destacou.

“Eu acho uma música genial, uma das mais geniais que eu já fiz no sentido de sacada, sabe? É trap, sim, um trapzinho pop, mas dentro de um universo divertido, engraçado, cômico e leve”, definiu Luísa.

Além de Elana Dara, os compositores Hodari e Diggo Martinstambém são creditados na faixa produzida pelo Tropkillaz. “É todo um trapzinha, mas é um pop trap. Não estou querendo virar trapper agora, porque eu sou uma artista pop e nunca quero deixar de ser, por mais que as minhas influencias corram de roqueira, gótica, drácula a patricinha pop. Eu sou uma artista pop, o que me permite ir para todos os lugares. E eu estou adorando esse papo de rima, esse papo de cantar rápido. Eu fico muito feliz quando eu consigo cantar rápido as coisas (risos)”, disse Luísa.

Clipe de ‘Cachorrinhas’:

O registro audiovisual conta com as participações de Tracie (dupla de Tasha), Mariana Lacorte e Alexza Paraiso, além de Belle Belinha e, é claro, as cachorras de Luísa (que tiveram o suporte de adestradores no set de filmagens). Confira o clipe dirigido por Fernando Nogari, filmado em película e inspirado nos curtas-metragens undergrounds dos anos 70:



Composição

Luísa conta que raramente aceita lançar composições em que não está envolvida, mas que precisou sair da sala em que Elana, Hodari e Diggo estavam reunidos para se dedicar a uma outra composição (um feat que será lançado no final do ano). Quando retornou ao local, o trio havia escrito uma canção com o tema “cachorrinhas”. “Eu falei assim: ‘amei o tema, mas acho que vocês podem mais. Acho que, disso aqui, pode sair uma coisa icônica (…) Quando eu voltei, a música estava pronta e eu falei ‘temos’”.

“Fizeram uma coisa dançante, trap, mas ao mesmo tempo muito pop. É um presente para as gays. Só que tem uma maldadezinha. É muito cômico, sabe? É uma música extremamente cômica, com trap, eu lá rimando, só que eu não saiu dessa zona patricinha. Não é eu rimando querendo virar o Matuê ou o Filipe Ret.  Está super dentro desse universo pop”.

Click Here To Continue Reading from Source

Related Articles

Back to top button